Açude de Boqueirão começa a 'reagir' com ganho de água do Rio São Francisco

Açude tem capacidade para armazenar 411,7 milhões de metros cúbicos de água e atualmente está 12,033, frente aos 11,974 registrados nessa quarta (20)

Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente | Em 20/04/17 às 11h55, atualizado em 20/04/17 às 17h25 | Por Redação
Reprodução/TV Correio HD
Boqueirão começa a receber água da transposição

O açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, a 146 km de João Pessoa, começou a reagir com a recarga de água do Rio São Francisco. De acordo com a Agência executiva de Gestão das Águas (Aesa), o volume do reservatório voltou, nesta quinta (20), ao patamar registrado na segunda (17).

Leia também: Nível de Boqueirão para de cair e CG começa a receber vazão maior no abastecimento

O açude tem capacidade para armazenar 411,7 milhões de metros cúbicos (m³) de água e atualmente está 12,033 milhões de m³, frente aos 11,974 milhões de m³ registrados nessa quarta (19). Mesmo assim, o reservatório continua com 2,9% da capacidade.

O volume do açude começou a se estabilizar nessa quarta-feira (20), um dia depois da água do São Francisco alcançar o reservatório. O presidente da Aesa, João Fernandes, informou nessa quarta que Campina Grande já terá um aumento na vazão para o abastecimento e que os acontecimentos estão dentro do cronograma programado.

Boqueirão fica na Região Metropolitana de Campina Grande, a segunda maior população da Paraíba, a cerca de 130 km de João Pessoa. O açude que fica na cidade é responsável pelo abastecimento de Campina e de outras 17 cidades, que enfrentam um rigoroso esquema de racionamento por conta da baixa histórica no volume do reservatório.




Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078. 

Atenção

Fechar